Voltar para notícias

Fabio Trad alerta: “Só Giroto dará continuidade ao desenvolvimento da cidade”

08 out 2012 | Notícia | Escrito por: Redação | Compartilhe

O campo-grandense deu por encerrada no último sábado a primeira fase o processo democrático deste ano enviando ao segundo turno das eleições para a Prefeitura da capital duas propostas de governo, a primeira comandada pelo radialista Alcides Bernal e a segunda liderada pelo engenheiro Edson Giroto. 

Para o deputado federal Fabio Trad (PMDB – MS), uma candidatura vitoriosa se faz quando consegue encarnar a expressão de uma necessidade. É fato que o perfil da sociedade mudou com a emergência de uma classe media mais exigente com a questão da qualidade dos serviços que ela agora pode consumir. Para vencer a eleição, o candidato precisa comprovar que é o mais preparado tanto no plano politico como administrativamente para garantir mais qualidade e eficiência nos serviços a serem usufruídos por essa nova classe social, amplamente majoritária. 

Diante deste fato, o deputado sul-mato-grossense aponta Giroto como o nome mais indicado para cumprir esta necessidade: “Ele é o mais preparado, sem duvida, mas precisa conseguir transmitir isso. Não lhe faltam argumentos para despertar no eleitorado a certeza de que sua gestão poderá ser mais virtuosa que a do André e a do Nelsinho, pois ela é fruto de um processo coerente de evolução”.

Para Fabio, interromper este processo de desenvolvimento que vem transformando Campo Grande em uma das mais belas cidades do Brasil será um retrocesso. “Não podemos estancar este crescimento consistente, como se verificava no estado quando Wilson e Pedro faziam questão de interromper o ciclo iniciado por um e outro”, afirma. 

De acordo com Fabio Trad, se Campo Grande está vivendo um ritmo avassalador de crescimento, isto se dá porque a sucessão de gestões segue um padrão coerente de lógica administrativa e política. “Isso ocorre desde a gesto do Lúdio, passando por Juvêncio, André e Nelsinho. Com Bernal, creio que haverá uma quebra que freará bruscamente este processo”, alertou.