Voltar para notícias

Fábio Trad vai ao Ministério dos Transportes pela criação da Ferrosul

16 fev 2011 | Notícia | Escrito por: Redação | Compartilhe

O deputado federal Fábio Trad (PMDB) teve um dia cheio em Brasília nesta quarta-feira, 17. Pela manhã, participou de um a reunião da bancada federal com o governador André Puccinelli, que apresentou aos deputados federais os mais recentes números da economia do estado. O governador pediu à bancada que fortaleça a presença do Mato Grosso do Sul nos ministérios, facilitando o trânsito dos interesses do estado na capital. “A construção destas pontes entre o Governo do Estado e o Governo Federal são umas das missões dos deputados federais. A bancada esta unida neste objetivo”, afirmou Fábio Trad. 

No período da tarde, Fábio Trad, ao lado do governador e dos demais membros da bancada federal sul-mato-grossense visitou o Ministério dos Transportes, para reforçar o compromisso do estado com a viabilização da Ferrosul , linha ferroviária que ligará os estados integrantes do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul) – Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul – facilitando o escoamento da produção. 

Ontem, em discurso no Congresso, o senador Waldemir Moka (PMDB) já havia pedido apoio para a criação da ferrovia. Para o senador, trata-se de uma obra estratégica não só para esses estados, mas para todo o Brasil. O deputado Fábio Trad fez coro a Moka, ressaltando que a criação da Ferrosul trará benefícios para os quatro estados e, particularmente, para a região sul-mato-grossense conhecida como Conesul (que abrange os municípios de Eldorado, Iguatemi, Itaquiraí, Japorã, Mundo Novo, Naviraí, Sete Quedas e Tacuru) e região metropolitana de Dourados. 

No final do dia, Fábio Trad fez um pronunciamento a respeito da polêmica em torno da pensão vitalícia para ex-governadores. Fábio Lembrou que o objetivo que alguns estados têm procurado atingir hoje, de extinguir o benefício, foi uma conquista da OAB-MS em 2007, quando a entidade estava sob sua presidência. “Já naquela época enxergávamos a importância de extinguir estas pensões. O exemplo está sendo seguido hoje por outros estados”, afirmou o deputado.