Voltar para notícias

Fábio Trad volta a pedir convênio do Pronasci para aperfeiçoar Guarda Municipal de CG

09 jun 2011 | Notícia | Escrito por: Redação | Compartilhe

O deputado federal Fábio Trad (PMDB-MS) voltou a pedir ontem (08/06), na tribuna da Câmara Federal, que a União libere recursos do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) para a qualificação e o aperfeiçoamento da Guarda Municipal de Campo Grande. O deputado ressaltou que Mato Grosso do Sul faz fronteira seca com o Paraguai e a Bolívia e que a capital do estado ultrapassa os 850 mil habitantes, fazendo jus ao convênio. 
“A Guarda Municipal de Campo Grande precisa ser valorizada, precisa ser aperfeiçoada e o Pronasci, que é um programa que enfatiza muito o lado preventivo da segurança pública, tem na realidade todas as condições para contemplar Campo Grande como uma de suas conveniadas. Venho fazer um apelo ao ministro de Justiça, José Eduardo Cardoso, para que adote as previdências necessárias para isso”, pediu o deputado sul-mato-grossense. 

Desenvolvido pelo Ministério da Justiça, o Pronasci marca uma iniciativa inédita no enfrentamento à criminalidade no país. O projeto articula políticas de segurança com ações sociais; prioriza a prevenção e busca atingir as causas que levam à violência, sem abrir mão das estratégias de ordenamento social e segurança pública. Entre os principais eixos do Pronasci destacam-se a valorização dos profissionais de segurança pública; a reestruturação do sistema penitenciário; o combate à corrupção policial e o envolvimento da comunidade na prevenção da violência. Para o desenvolvimento do Programa, o governo federal investirá R$ 6,707 bilhões até o fim de 2012. 

Além dos profissionais de segurança pública, o Pronasci tem também como público-alvo jovens de 15 a 24 anos à beira da criminalidade, que se encontram ou já estiveram em conflito com a lei; presos ou egressos do sistema prisional; e ainda os reservistas, passíveis de serem atraídos pelo crime organizado em função do aprendizado em manejo de armas adquirido durante o serviço militar. 

“Não se pode falar em combate à criminalidade sem incrementar os meios de prevenção ao crime. Uma das instituições que tem a responsabilidade de prevenir a criminalidade é a Guarda Municipal. Por isso, quero fazer um apelo ao Governo Federal, em especial ao Ministério da Justiça, para que, sensível ao problema, nos libere os recursos do Pronasci”, disse Fábio