Voltar para notícias

Juventude não se conforma mais em ser coadjuvante na sociedade, afirma deputado Fabio Trad

20 jun 2013 | Notícia | Escrito por: Redação | Compartilhe

Nesta semana, durante discurso na Câmara Federal, o deputado sul-mato-grossense Fabio Trad (PMDB) disse que os protestos que nos últimos dias tomam as ruas do Brasil somam o inconformismo de uma juventude que renega ser coadjuvante, que advoga, legitimamente, o protagonismo social que lhe é devido, mais os anseios de uma nova classe média que, recém saída de segmentos ‘c’ e ‘d’, demanda serviços públicos de qualidade, como resposta à condição, recém-conquistada, de cidadão contribuinte.

Ao ocupar a tribuna do Congresso Nacional, o parlamentar disse que apoia as manifestações, que tiveram início em São Paulo e se estendem por todo o país. “Os protestos são ‘instrumentos democráticos de manifestação’ e, por isso mesmo, só se legitimam como expressão de frustrações e de anseios sociais quando respeitam os limites da legalidade que, em última instância, asseguram as liberdades públicas e os direitos individuais.

“Neste sentido, os protestos que tomam as ruas de metrópoles brasileiras, e assinalam disseminar-se com o “contágio” dos fluxos contínuos das redes sociais, devem precaver-se tanto contra os males oportunistas de um certo radicalismo sempre latente, quanto contra a inconsequência das turbas incendiárias”, disse o parlamentar.