Voltar para notícias

Movimento Mães das Fronteira participa hoje de audiência pública na Câmara Federal

04 jul 2013 | Notícia | Escrito por: Redação | Compartilhe

A Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados promove nesta quinta-feira, 4, às 9h30, na Anexo II, Plenário 01, audiência pública para debater a violência na fronteira entre Brasil, Paraguai e Bolívia.

 

A audiência é resultado da intervenção do deputado federal Fabio Trad (PMDB-MS) a pedidos do Movimento "Mães da Fronteira" de Campo Grande/MS, criado por Lilian Silvestrini e Ângela Fernandes, mães dos estudantes Luigi Silvestrini de Araújo e Leonardo Batista Fernandes, mortos em agosto do ano passado por bandidos que tentavam levar o veículo em que eles estavam para a Bolívia, com o objetivo de trocá-lo por três quilos de cocaína.

 

A audiência deve contar com a participação do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo; do juiz federal, Odilon de Oliveira; da defensora pública Edna Regina Batista da Cunha (titular da 6ª Defensoria Pública da 2ª Instância); da representante do Movimento "Mães da Fronteira", Lilian Regina Riveros Monteiro Salgado Silvestrini de Araújo; do Diretor de Combate ao Crime do Departamento da Polícia Rodoviária Federal (DPRF), Moisés Dionísio, e do Chefe do Serviço de Inteligência Antidrogas do Departamento da Polícia Federal (DPF), delegado Cairo Costa Duarte.

 

Também por ação de Fabio Trad, representantes do Movimento "Mães da Fronteira" têm agendada uma audiência com o ministro da Justiça no próximo dia 29 de agosto.

“Creio ser importante para o ministro conhecer casos como os que deram origem a criação do grupo Mães da Fronteira. Para o movimento também será vital estreitar laços com o ministro a fim de fazer valer seus esforços na construção de mecanismos que tornem a região fronteiriça mais segura”, afirmou o deputado sul-mato-grossense.